09 dezembro 2010

Maior do que a torre

Um ícone da liberdade e um símbolo do Porto

5 comentários:

Funes, o memorioso disse...

Refere-se a D. António? À torre? A D. António e à torre? Ou a Dom António e à torre, respectivamente?

pbl disse...

Olhe para o retrato e veja quem é que é maior do que a Torre dos Clérigos naquela perspectiva.
Um tipo esforça-se para fazer uma coisa artística e, pronto, é recebido assim.
Só depois da minha morte reconhecerão o meu valor.
Enfim, o mesmo aconteceu a Gauguin.

mac disse...

pbl, normalmente quero lá saber se é o Porto, Lisboa ou Coimbra. Para mim são todos iguais - azuis, brancos, amarelos ou às bolas...

Mas ultimamente, sabe-se lá porquê, estão a irritar-me os tiques bairristas... Aparentemente, o dichote sempre foi a maneira portuguesa de dizer o que realmente lhe vai na alma.

Se calhar, isto é tudo falta de Pancrácia. Quem sabe.

pbl disse...

É o que eu digo.
Sou um incompreendido.

mac disse...

Mas um filme artístico com a Pancrácia resolvia-lhe todos os problemas, pbl.

E nem precisava assim de tanta arte, o talento natural brilha.