24 maio 2010

Juliano, sua Mãe e Tios

5 comentários:

jose disse...

O Juliano está um espanto.Sua mãe
parece uma Duquesa e os Tios uns
Marqueses.

José Loureiro disse...

Embora esteja mais familiarizado com cavalos, devo confessar que o bicho é um verdadeiro espectáculo!
… E está bem integrado! Aquelas passagens tangentes tão “à vontade” pelas traseiras dos “tios” é que me fazem alguma confusão…. Lá está! Se fosse um humano era melhor sair de trás!!!

pbl disse...

Observa muito bem.
Dá para notar que o "à vontade" é com a égua, a Andorinha, que é muito mansa, sempre viveu com a burra e nunca deu qualquer problema.
Mesmo por arrear, é muito dócil e calma, nada medricas, come da mão, deixa fazer festas sem estranhar, não tem aqueles "repentes" que são próprios destes animais.
Do cavalo já não se pode dizer o mesmo, é preciso estar atento, que o tipo é arisco.
Mas olhe que a burra é que é a chefe da banda, até o cavalo põe a bater a bola baixinho.
Quando ela se chateia, é vê-lo a fugir que é um mimo.
Cá por mim, se estou relativamente à vontade com a égua e completamente descontraído com a burra, quando sozinho com os bichos fico sempre com um olho no cavalo e evito grandes proximidades, sobretudo pelas traseiras, andando o tipo solto.
Verdade seja dita que ele também não dá grandes confianças, nem mesmo por conta das maças e cenouras que lhes levo sempre que os vou ver.
Nem fechado me come da mão.
Um empertigado.

candida disse...

o burrinho é encantador, seu palerma, homem.


:) és mesmo parvo.

pbl disse...

Inteiramente de acordo, Cândida.

(mas quem será a estimada visitante, que, logo na primeira aparição, me brinda com tantas delicadezas?
Fiquei curioso...)